Respeito à vida

Nossa tenda ainda continua respeitando o isolamento social, evitando as aglomerações nesse período de COVID 19. Nossa dirigente completará 82 anos, já tomou a primeira dose da vacina, mas não nos sentimos seguros para voltar e também entendemos que temos que ter paciência para não colocar a vida de nenhum de nossos médiuns em risco. A vida nos é emprestada para evolução espiritual e forçar para que ela seja ceifada, não cumprindo o que as autoridades de saúde determina, entendemos que possa ser encarado como negligencia mediúnica. Também gostaríamos de dizer que o terreiro, a tenda, a nossas entidades estão dentro de nós mesmo, uma ligação sólida que não se perde, você pode se conectar com os seus guardiões sem a necessidade de estar em um lugar determinado. Sua fé está nas suas palavras e ações. Por isso, permaneceremos em nossas casas cumprindo o protocolo de segurança, usando máscaras, lavando as mãos e, sobretudo, não aglomerando. Mas nunca perderemos a fé no que acreditamos.

Saravá Umbanda!

RESPEITO À VIDA

Renovação

Percebo que há um movimento de renovação dentro da Umbanda, muitos jovens se aproximando e se identificando com o culto. Além disso, tentando estudar e entender o que venham ser a Umbanda. As casas, os terreiros e as tendas de Umbanda, tem um princípio comum, mas cada casa tem sua particularidade, sua energia, seu Saravá que está ligado ao dirigente daquele espaço e a sua egrégora espiritual. Por isso, gosto de afirmar que existem várias Umbandas e que cada uma delas tem sua importância. Nessa busca de entendimento e talvez pensar em uma unidade, que não existe, muitos têm elaborados vídeos e podcasts sobre nossa religião. Navegando pelo Spotify me deparei com um canal, chamado Umbandacast realizado pelo um jovem, Matheus Salustiano que faz parte do corpo mediúnico do Templo de Umbanda Amor e Caridade Flores de Aruanda.

Deixo o link para o podcast:

https://open.spotify.com/episode/3aWqvfRposi9mvfTKuea6H?si=Z1PPbG8BSlSPM3FypfJJYA

Sexualidade – Visão Espírita

A Umbanda e o Candomblé são religiões que aceitam a diversidade na sua totalidade, não importa o gênero, a raça dos que entram nas nossas casas, acolhemos todos com o mesmo carinho, amor e respeito, não fazendo nenhum juízo, apenas acolhemos. Existe uma explicação, com base, na doutrina espírita para entendermos e acolhemos melhor os nossos amigos transsexuais, os homossexuais e todos da sigla LGBTQIA+ prestem atenção nessa palestra que serve para toda a sociedade, pois além de espírita, o palestrante é médico. Com vocês, Andrei Moreira.