35 anos da Tenda Espírita Pai Mané de Aruanda

No sábado, dia 14 de maio de 2016, além de homenagearmos os Pretos e as Pretas-velhas, também comemoramos 35 anos de fundação de nossa casa de caridade. Todos esses anos, tendo a frente da direção nosso Pai Ivo de Carvalho, junto com a Mãe Pequena Helenice de Carvalho, anos dedicados à prática da caridade.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Anúncios

“Preto-velho trabalha sentado…

... mas se for preciso trabalha em pé.” 

Amanhã é dia de homenagear as nossas queridas entidades de descendência africana. Nossa casa tem a frente da direção espiritual um preto-velho, Pai Mané de Aruanda, nosso conselheiro, amigo e orientador espiritual. Para homenagear a todos os pretos-velhos e petras-velhas, deixamos aqui o vídeo do nosso dirigente contando como foi inspirado a escrever um cantiga para essa entidade e cantando a mesma. 

Que a sabedoria e a humildade dos nossos pretos e pretas-velhas cubram todos os integrantes da nossa nação nesse momento de mudança. 

A benção vovós!

A nossa festá será realizada no próximo sábado, dia 14 e serviremos o nosso delicioso Amalá de preto-velho.

Venham participar e comemorar conosco nosso aniversário de 35 anos de fundação e 34 de inauguração. 

 

Também compartilhamos os vídeos da inauguração da nossa casa de Caridade. 

 

 

Salve 13 de maio

Peço licença ao meu amigo Marcos Andrade para publicar seu ponto texto, sobre nossas queridas entidades pretos e pretas velhas. Com esse ponto, prestamos a nossa singela homenagem ao  guia espiritual da nossa tenda, Pai Mané de Aruanda. 

ME FALES MAIS DESSA ESTRELA
(Marcos Andrade)

Me dê licença de usar tua bengala;
Meu preto-velho, quem está cansado sou eu.
Deixe, vovô, eu me sentar no teu banquinho;
Tanta pedra no caminho,
Tanta dor!
Tanto doeu!

Te lembras daqueles dias de esperança,
Quando eu era tão criança,
Te escutando no terreiro?
Dizias: “Filho, tua benção será vinda,
Tua estrela é muito linda;
Ela clareia o mundo inteiro”

Vovô, me fales mais dessa estrela.
Por favor, me deixes vê-la;
Eu já não aguento a treva.
Quero um abrigo, um repouso na jornada;
Se prossigo a caminhada é porque a fé ‘inda me leva.

Tua força tão serena
É miúda na aparência,
Mas eu creio, preto-velho,
No poder da tua essência.

Luz de Aruanda,
Aceites meu canto de jongo.
Adorei as almas santas;
Eu te saúdo, oh, Rei Congo! 

11979_277613902409763_3565617134276040146_n

As setes linhas da Umbanda – complemento

Estudando sobre a nossa religião encontrei um resumo que complementa bem a publicação sobre as Sete linhas da Umbanda, fazendo a ligação do Orixá e o seu referente na Igreja Católica.  

Segue o complemento:

1. OXALÁ – sincretizado com JESUS CRISTO, que chamamos de Pai Oxalá;

2. YEMANJÁ – sincretizado com NOSSA SENHORA, que chamamos a Rainha do Mar;

3. OGUM – sincretizado com SÃO JORGE, que chamamos de Guerreiros Romanos;

4. OXOSSI – sincretizado com SÃO SEBASTIÃO,  que chamamos Povo da Mata;

5. XANGÔ – sincretizado com SÃO JERÔNIMO, que chamamos Povo da Cachoeira;

6. CRIANÇAS – alguns se referem a IBEJIS ou ÊRES, sincretizado a SÃO COSME E DAMIÃO, que chamamos linha das crianças;

7. AFRICANOS, sincretizado com SÃO CIPRIANO, chamamos a linha dos Pretos-Velhos Escravos, que muito evoluíram quando de sua passagem através da escravidão. 

Existem também outros Orixás como: OXUM, IANSÃ, NANÃ, OBALUAÊ e outras entidades, tais como: baianos, boiadeiros, marinheiros, povo do Oriente,  que não são representados por uma linha.

 

As sete linhas da Umbanda

As sete linhas da Umbanda

 

Fonte de pesquisa: ARHAPIAGHA, Yamunisidha. Umbanda a proto síntese cósmica: epistemologia, ética e método da Escola de Síntese. São Paulo: Pensamento, 2002.

Linhas na Umbanda

Segundo o Dicionário de Cultos Afro-brasileiros de Olga Gudolle Cacciatore, a Linha na Umbanda é:

“uma faixa de vibração, dentro da grande corrente vibratória espiritual universal, correspondente a um elemento da Natureza, representada e dominada por uma potência espiritual cósmica – um Orixá, também chamado Protetor e que é chefe dos seres que vibra, e atuam nessa faixa afim. Exemplo: Linha de Oxalá. É subdividida em Falanges, dirigidas por representantes do Orixá.

A linha dentro da Umbanda também é conhecida como:  “Conjunto de Falanges em que subdivide uma faixa vibratória ou conjunto de representações (corporal, danças, cores, símbolos) e rituais (comidas, bebidas, dia de semana e etc.) de cada Orixá ou Entidade.”

Além dessas duas acepções existe uma terceira: “Conjunto de cerimônias rituais de determinado tipo. Exemplo: Linha de Angola, Linha de Umbanda, Linha Branca, etc.” 

guia-de-aco-7-linhas-de-umbanda-orixa-santo_MLB-F-3766831801_022013

No site do Centro Espírita Urubatan tem uma boa explicação sobre as sete linhas da Umbanda. Clique aqui 

COMUNICADO URGENTE!!!

Queridos irmãos,

 

Por causa do próximo feriado do dia 12 de outubro, a direção da Tenda Espírita Pai Mané de Aruanda resolveu cancela a sessão de Preto-velho que ocorreria nesse dia, pois muitos médiuns sairão de viagem. Nos vemos no próximo dia 26.10.2013, na sessão de Exu

Gongá

Gongá = Peji, altar. Pode ser grande, com três degraus, ou simples mesa. Aí ficam as imagens dos santos católicos sincretizados com Orixás, estatuetas de Caboclos e Pretos-velhos (em gesso, geralmente), velas, flores, copo com água, etc. Também é dito congá. Termo usado na Umbanda e em cultos não-tradicionais, afro-indígenas .  F.p. (formação provável) da palavra – kimbundo “ngonge” (ngongue) – segurança.

Referência bibliográfica:

CACCIATORE, Olga Gudolle. Dicionário de Cultos Afro-brasileiros: com a indicação da origem das palavras. 3ª ed. Rio de Janeiro: Forense-Universitária, 1988, p. 131. 

Fotos de alguns góngas. 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Não perca a sua fé

Hoje recebemos um comentário que diz assim:

“Queria tanto encontrar meu caminho…queria ter uma devoção, mais parece que perdi a fé.  O que devo fazer?”

Devemos escolher a religião que nos dê prazer, primeiramente. 

Depois temos que encarar a religião e o espaço onde você a pratica com felicidade dentro do nosso coração.

Religião não é castigo e nem sofrimento, é a (re) ligação com o astral superior e essa ligação deve ser feita com alegria, gosto e fé, não adianta explicação. 

Para esse irmão/ã que nos escreveu pedindo alento e resposta, segue uma mensagem que pode ajudar

preto velho

Calendário 2013

Já está disponível para nosso amigos da Tenda e seguidores do Blog, o calendário das nossas atividades para este ano de 2013 .

Clique AQUI para conferir.