ORIENTAÇÃO = RESPONSABILIDADE

Dá muito trabalho orientar alguém, pois vivemos uma vida também nos orientando, nos aperfeiçoando. Qualquer pessoa que tenha uma definição ou posição hierárquica um pouco maior corre o risco de esbarrar em equívocos. Se formos pais, sacerdotes ou professores, por vezes julgamos ter a capacidade de fazer o outro entender, ou melhor, aceitar o que achamos ser o melhor para aquela pessoa.

Desgastamo-nos, e tomamos o outro por leviano, irresponsável e assumimos uma postura quase que cruel lutando para enfiar no outro o que o outro ainda não está pronto para entender. Como disse José Saramago, o trabalho de tentar convencer é uma colonização do outro.

Use essa energia para se blindar contra essa necessidade de por o outro no seu caminho. Esse é o caminho que ele escolheu. O melhor preceito é o exemplo, o melhor professor é o tempo!
Sid Soares

Perceba

Tendemos a só reparar no que nos falta , e não percebemos tudo que temos.
Um segredo da felicidade e da saúde é dar valor às pequenas coisas que temos. Pense nisso quando seu filho sorrir, quando seu marido ou mulher elogiar sua beleza. Ficar se queixando do que não tem não ajuda a resolver seus problemas. Desde o momento em que acordar de manhã, injete um bom pensamento e agradeça ao Criador por sua infinita bondade.

Shmuel Lemle

Não seja ansioso no seu desenvolvimento no Terreiro de Umbanda

A maioria dos médiuns tem sua iniciação mediúnica – momento em que suas faculdades mediúnicas já despertadas passam a ser utilizadas de modo sistemático e mais intenso, dentro dos rituais e trabalhos existentes numa casa umbandista – marcada pela difícil fase da ansiedade e da adaptabilidade que esse começo representa.

Ansiedade no médium iniciante pode trazer algumas situações desconcertantes como:

• Ficar pensando de modo intenso nas coisas ligadas à espiritualidade;

• Ficar com os pontos cantados ecoando na mente;

• Ficar cantando, a qualquer momento e lugar, os pontos cantados;

• Conversar somente sobre o assunto espiritualidade a qualquer oportunidade em que hajam mais pessoas que pertençam à mesma religião ou casa;

• Ler muitos livros sobre o assunto, querendo esgotar todos os pontos de dúvidas;

• Querer conhecer tudo sobre a Umbanda num espaço de tempo curto;

• Ter sonhos constantes com rituais, entidades e trabalhos;

• Ficar vendo em qualquer situação algum tipo de ligação com a espiritualidade;

• Não parar de preocupar-se em manter-se dentro das condutas que sua casa pede;

• Querer incorporar logo;

• Ficar muito preocupado se está mesmo incorporando uma entidade ou se está apenas imitando uma entidade;

• Desejar ardentemente que tenha a inconsciência durante as incorporações;

• Querer aprender tudo sobre os rituais que sua casa pratica, chegando ao ponto de perguntar de tudo a todos os demais médiuns mais experientes;

• Querer saber tudo, através de relatos de outros médiuns, o que ele fez quando estava incorporado, o que a entidade falou, deixou de fazer;

• Passar a realizar em seu próprio lar, uma verdadeira transformação de hábitos, querendo que todos tomem banhos de defesa, defumem-se, orem, cantem, entre outras coisas;

• Querer erigir algum tipo de altar ou espaço sagrado em seu lar, tentando imitar o mais perfeito possível a quantidade de imagens, a disposição dos santos que há em seu templo umbandista;

• Querer que suas entidades receitem rapidamente a confecção ou aquisição das guias (colares) e quanto maior o número de guias melhor;

• Desejar ardentemente que tenha incorporações “fortes”, isto é, que as entidades já venham de modo com que não gerem dúvida a ninguém;

• Que suas entidades já risquem seus pontos e que seja algo bem impressionável;

• Que suas entidades deêm logo seus nomes e torce para que sejam nomes “fortes” e conhecidos;

• Querem decifrar todos os símbolos que suas entidades desenharam em pontos riscados;

• Querem saber da história, vida, ponto cantado e tudo o mais sobre suas entidades;

Essas situações e mais outras não citadas são consideradas até normais e encaradas, por aqueles outros médiuns mais tarimbados, como coisa comum de se acontecer. E de fato é. O que o dirigente e os médiuns mais experientes devem fazer é aconselhar esses neófitos, direcioná-los em atividades que os tirarão um pouco desta fixação, ouvi-los e explicar cada uma das dúvidas e dificuldades existentes.

Toda essa ansiedade é temporária e assim que o novo médium adquirir mais e mais experiências, ele passa a lidar de modo mais natural, menos ansioso e aflito com essas situações.
O tema deve ser abordado de modo atencioso, respeitoso, prático e esclarecedor para poder dar melhor formação espiritual e criar uma estrutura mediúnica mais eficaz à própria casa, uma vez que estes novos médiuns passam a compor o já formado corpo mediúnico da casa, fazendo número e qualidade na força da corrente da casa umbandista. Desperdiçar a chance de esclarecimento quando esses médiuns estão ávidos por conhecimento e abertos para serem direcionados é deixar ao acaso a responsabilidade da formação destes médiuns, podendo levá-los a vícios, “cacoetes” e maus hábitos mediúnicos que nunca mais poderão ser retirados.

E o velho adágio popular é verdadeiro : “Pau que nasce torto, morre torto”.

Se alguém souber de quem é o texto, por favor nos indique para colocarmos o crédito.

O QUE É PEDIR AGÔ?

‘É um termo utilizado nas religiões afro-brasileiras e Umbanda, que significa pedir licença ou permissão, em outros momentos este termo traduz perdão e proteção pelo que se está fazendo. Tudo que realizamos no terreiro tem que ter Agô dos Guias Espirituais da corrente e dos nossos. Quando pedimos Agô, nosso Ori – Eu Interno – autoriza a assistência dos falangeiros, harmonizando-nos dentro da Lei de Pemba e de Xangô, sinalizando ao Astral que aceitamos os ritos e liturgias a serem realizados. Assim devemos ceder a nossa passividade mediúnica, angariando proteção e cobertura espiritual.

Exemplos do uso da palavra Agô:

Agô de Exu,
Caminhos abertos para a realização da bem aventurança e corpo fechado para enfermidades, cortes e demandas.

Agô de todos os Orixás,
Para a saúde, abundância e prosperidade em nossos caminhos.

Agô a todo “povo da banda”; Caboclos, Pretos Velhos, Crianças, Boiadeiros, Ciganos…
Para sempre termos a misericórdia da atuação deles nos trabalhos.’

Texto retirado da página do Facebook – Pérolas de Ramatís. Para ler e saber mais sobre a página, clique AQUI

 

 

Milagre só você pode fazer em sua vida…

IMG_9881“Não busque na religião, seja ela qual for, o milagre que só você pode fazer em sua vida. Quando você busca na religião milagres e eles não acontecem, se decepciona e a religião perde o valor. O próximo passo será você falar mal da religião que o acolheu. Cuspir no prato em que comeu.

Não confunda o sacerdote religioso com seu pai e sua mãe. O papel do sacerdotes é conduzir, orientar iluminar o caminho para que o prosélito não se perca, nunca fará o papel de pai ou de mãe. Ao confundir esse papel você fatalmente gerará um nível de expectativa tão grande que quando não for correspondido lhe levará à inevitável decepção.

Ao abraçar uma religião esteja preparado para lidar com as verdades que ouvirá. Tenha maturidade e seja adulto. Se fosse para lidar com crianças as casas religiosas e templos seriam creches.Religião é o elemento que liga o ser humano ao Sagrado. O sacerdote é o instrumento dessa ligação. Portanto, um último conselho, religião não é oba, oba e nem time de futebol que você escolhe pelas cores ou pelas emoções que lhe provoca. Qualquer religião tem suas regras, seus códigos e seus dogmas, procure conhecer sua estrutura antes de se vincular. Se você tem visão revolucionária vá fazer política. As tradições religiosas se mantém graças às suas ortodoxias e há sacerdotes que cumprem o restrito papel de defendê-las. Entre esses, humildemente me encaixo, eis o por que deste texto.”

Babalawo Marcio Ogbe Ate Ifairawo

Texto extraido da página do facebook: Batuques do meu lugar. Quer ver mais clique AQUI

 

Pedimos a benção

A Tenda Espírita Pai Mané de Aruanda deseja a todos um Feliz Natal

Um Ano Novo de 2016 repleto de paz, harmonia, amor, saúde, lus e boas energias.

 

Texto da foto: Pérolas de Ramatís

CURTA PÉROLAS DE RAMATÍS:
https://www.facebook.com/PerolasRamatis/

Quem quiser evoluir terá que ser agora

Sábias palavras do nosso médium Fábio Barros. Textos reflexivos, como este, devem ser compartilhados.

“Penso em viver o presente da melhor maneira possível. Já o passado foi aprendizado e o futuro será uma incógnita. Não temerei o que ainda não aconteceu. O mundo atual virou uma ilha cercada por crise por todos os lados. A crise vai tirar o homem da inércia mental e espiritual. Quem quiser evoluir terá que ser agora.”

Este slideshow necessita de JavaScript.