Caboclo Pena Branca

Aldeia do Caboclo Pena Branca

Palavras do nosso dirigente:

Em junho de 1985 fui agraciado com uma intuição para escrever a letra da cantiga do Caboclo Pena Branca.

Participação especial do Ogã Jorge Coelho

Gostaria de esclarecer que TODOS os pontos de Ivo de Carvalho são registrados. Eles podem ser cantados nos terreiros, nos centos, nas tendas, nos eventos de Umbanda, mas para comercializá-los só com a permissão do autor.

Letra do Ponto

Que lindo brado eu ouvi naquela aldeia
Naquela aldeia numa noite de luar
Era um caboclo que vinha chegando
Com sua flecha, seu bodoque e seu cocar

Que lindo brado eu ouvi naquela aldeia
Naquela aldeia numa noite de luar
Era um caboclo que vinha chegando
Com sua flecha, seu bodoque e seu cocar

Mas ele veio no clarão da lua
Iluminado por pai Oxalá
Ele é caboclo
Ele é guerreiro
Ele seu Pena Branca
Ele é o rei do Panaiá

 

Anúncios

Sarau da Umbanda

No domingo passado, estivemos no 2º Sarau da Umbanda. Nosso Babalorixá, Ivo de Carvalho e o Ogã José Carlos de Oxóssi,  receberam uma homenagem pelo conjunto de sua obra, com destaque para o seu ponto, Brado de Xangô que é conhecido por todo Brasil. Gratidão aos organizadores do evento que contou com a presença de Tião Casemiro, Bia Nascimentos e outros. 

Foi uma tarde muito agradável,  podemos rever  e estar amigos e pessoas que divulgam e professam a nossa fé.

O Sarau tem como finalidade resgatar pontos antigos e apresentar as novas composições.

 

Seguem as fotos.

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Sarau de Umbanda, Curimbas e Axé

Mais uma vez meu Pai Ivo de Ivo Carvalho será homenageado Junto com seu amigo José Carlos de Oxossi, em um sarau promovido por Carlos Leonardo Souza.
Acho essas iniciativas muito importantes. Receber homenagem vivo é muito bom!
Que puder comparecer. Nós estaremos lá.

15902550_1215525218555575_238639783_o

Letra para acompanhar o ponto

MIRONGA DE PRETO VELHO

AUTOR: IVO DE CARVALHO

RITMO: IJEXÀ

SETEMBRO – 1983

 

EU VIM LÁ DE ANGOLA

EU VIM LÁ DO MEU CONGÁ      –      (Bis)

EU VIM….

 

JUNTA ESSE POVO DE UMBANDA ZINFIO – (Bis)

E VAMOS TRABALHAR

 

PRETO VELHO TRABALHA SENTADO          – (Bis)

MAS SE FOR PRECISO TRABALHA EM PÉ

 

MIRONGA DE PRETO VELHO

É GALHO DE ARRUDA                                   – (Bis)

E FOLHA DE GUINÉ

 

 

 

 

 

 

 

Letra para acompanhar o ponto

LUZ DIVINA(Caboclo Pena Branca)

Autor: Ivo de Carvalho

Ritmo: Cabula

Junho – 1998

 

LUZ DIVINA….

DA MATA VIRGEM VEIO PARA ME GUIAR

LUZ DIVINA….                                                    ( BIS)

ABENÇOADA QUEM MANDOU FOI OXALÁ

 

NAQUELA ALDEIA ESSA LUZ ILUMINOU

O NASCIMENTO DE UM BRAVO CAÇADOR

 

COM SEU SAIOTE

SEU BODOQUE                                                     (BIS)

E SEU COCAR

SARAVÁ SEU PENA BRANCA

MENSAGEIRO DE OXALÁ        

Mironga de Preto-Velho

Por: Nerita Oeiras, em 13/05/2016

Tem só uma festa religiosa da qual eu realmente gosto, e é a de hoje. Dia de celebrar os pretos velhos, entidades da Umbanda que nos ensinam a paciência, a sabedoria, a necessidade de uma vida mais calma e mais pausada. Eu sempre tive muita afinidade com pretos velhos (com pessoas idosas também), e tem duas coincidências muito legais nisso. A bebida dos pretos velhos é o café, e eu acabei trabalhando nesse mercado. E quando eu cheguei na minha casa no Equador, numa parede tinha (ainda tem), uma foto de uma preta velha, fumando um cachimbo.

Convido vocês, amigos, para no dia de hoje tomar uma pausa para um cafe, para respirar fundo, para contemplar o céu, receber o vento no rosto e agradecer pela vida!

Os deixo com um vídeo de Tião Casemiro interpretando um ponto composto pelo meu avô Ivo Carvalho. Amanhã comam um amalá de preto velho por mim!!! 😀

“Preto-velho trabalha sentado…

... mas se for preciso trabalha em pé.” 

Amanhã é dia de homenagear as nossas queridas entidades de descendência africana. Nossa casa tem a frente da direção espiritual um preto-velho, Pai Mané de Aruanda, nosso conselheiro, amigo e orientador espiritual. Para homenagear a todos os pretos-velhos e petras-velhas, deixamos aqui o vídeo do nosso dirigente contando como foi inspirado a escrever um cantiga para essa entidade e cantando a mesma. 

Que a sabedoria e a humildade dos nossos pretos e pretas-velhas cubram todos os integrantes da nossa nação nesse momento de mudança. 

A benção vovós!

A nossa festá será realizada no próximo sábado, dia 14 e serviremos o nosso delicioso Amalá de preto-velho.

Venham participar e comemorar conosco nosso aniversário de 35 anos de fundação e 34 de inauguração. 

 

Também compartilhamos os vídeos da inauguração da nossa casa de Caridade. 

 

 

Tião Casemiro – Melodias de Terreiro

No último dia 08 de abril, A Voz da Umbanda,  Ogan Sebastião Casemiro foi entrevistado por Átila Alexandre durante o programa, Melodias de Terreiro na Rede. Muito emociante saber da história desse ser humano e da sua grande contribuição dentro da Umbanda. Obrigada ao programa por nos brindar com essa entrevista. Segue a entrevista: