Umbanda e o dia de finados

O espírito não tem fim, acreditamos na continuidade além da matéria, por isso estamos, sempre, em sintonia com os nossos amigos que partiram, todos os dias são dias de nos encontrarmos, não só em um dia específico.

Dizer poético da Umbanda 1

Esse foi o primeiro dizer e começamos com a música composta por Marcos Andrade – Caveira.

Dizer poético da Umbanda 2

Comecei um programa semanal – todas as terças-feiras – declamando alguns pontos, cantigas, músicas (como denomina meu amigo Marcos Andrade) de Umbanda. Como não sei cantar, declamo. Espero que seja bom para todos nós. O primeiro foi na semana passada e o de hoje, segue o link para o Instagram:

Homenagem a Ivo de Carvalho

Meu pai nunca será esquecido. No México, dizem que enquanto uma pessoa pensar naquela que se foi, ela continuará viva. Pois então, se depender de Sid Soares a sua lembrança será reacendida. Muito orgulho de conviver com pessoas que o respeitam e, sobretudo, em ser sua filha.
Papai eterno. A benção sempre.

Segue o link para a rádio:

https://play.google.com/store/apps/details…

Se quiser ouvir online, mas sem imagem, segue o link:

https://censg.minharadioonline.net/

Ame o Amor

Este slideshow necessita de JavaScript.

Os meus pais fizeram da Umbanda uma extensão das suas vidas, meu pai o primeiro dirigente da Tenda e minha mãe sua continuação acreditam fortemente no amor incondicional. O amor que transborda e não faz nenhum tipo de restrição. Levam como lema de vida, o próprio lema da Umbanda: a manifestação do espírito para a prática da caridade. Nós, seus filhos canais e espirituais, incorporamos o amor e a caridade, essas duas energias estão dentro de nós, embora sejamos ainda imperfeitos, mas vemos nos outros seres, potências divinas. Minha mãe criou para si e para todos nós um lema “AME O AMOR”, papai também já o tinha adotado antes de partir para Aruanda. Por isso, nesse final de ano, nossa mensagem será sessa:

AME O AMOR

BOAS FESTAS

FELIZ 2020

Saravá!

Clareou – Rita Benneditto – Yamí – Federico Puppi e Marco Lobo

“Luz divina, minha luz é Estrela do Oriente…”

Clareou

Um dia, numa conversa com papai  sobre as músicas de Umbanda não serem tão divulgadas, como as das outras religiões, chegamos ao nome de Rita, que naquela época era Ribeiro e cantava o que se chamava TechnoMacumba. Comentei:

– Já pensou pai, se um dia a Rita canta um dos seus pontos?

-Será?

– Quem sabe o Brado de Xangô. A gente pode enviar pra ela, quem sabe…

– Seria uma honra.

Alguns anos se passaram, papai conheceu a Rita quando foi gravar seu ponto Clareou que faz parte do CD de Federico Puppi – Marinho de terra firme. E hoje, no show Yamí,  Rita Benneditto, cantou Clareou com Federico e Marco Lobo, mamãe foi convidada ao palco e eu nem sei como consegui gravar esse vídeo, de tão nervosa, saudosa e orgulhosa de ter tido Ivo de Carvalho como pai e guia espiritual. Posso dizer com todas as letras – MEU PAI DEIXOU UM LEGADO PARA OS SEGUIDORES DA UMBANDA. 

Gratidão Yamí e Rita Benneditto.

 

 

 

 

Nota

50127129_981636432026136_6954387565096992768_n

Amigos da Tenda Espírita Pai Mané de Aruanda e do meu querido pai Ivo de Carvalho. Não haverá missa de sétimo dia.

Dentro do ritual da Umbanda devemos guardar 21 dias depois do desencarne. Portanto a prece para o nosso mestre e amor será realizada:

Sábado

26 de janeiro de 2019

Na Tenda Espírita Pai Mané de Aruanda

Estrada Velha do Piaí n°580, Sepetiba

Ás 18h.

49721822_2371440169809172_2629014000880320512_o

Prece para nosso dirigente