Dizer poético da Umbanda – Vovó Catarina da Bahia

Composição: Ivo de Carvalho

View this post on Instagram

Vovó Catarina da Bahia Composição: Ivo de Carvalho

A post shared by Sylvia Arcuri (@sylvia_arcuri) on

DEFUMAÇÃO

Texto escrito por Sociedade Espiritualista Mata Virgem

A defumação é essencial para qualquer trabalho num terreiro de Umbanda. É também uma das coisas que mais chamam a atenção de quem vai pela primeira vez assistir a um trabalho. Em geral a defumação na Umbanda é sempre acompanhada de pontos cantados específicos para defumação. Histórico Sobre a Defumação. Desde os tempos imemoriais, dos homens das cavernas, que a queima de ervas e resinas é atribuída à possibilidade da modificação ambiental, através da defumação. Na Umbanda, como em outras religiões, seitas e dogmas, também nos usamos desse expediente, que tem a função principal limpar e equilibrar o ambiente de trabalho de acordo com a necessidade. Há 4.000 anos, existia uma rota de comércio onde se cruzavam as culturas mais antigas do Mediterrâneo e África. E foi bem no meio desta rota que nasceu a maior civilização desta época: “O Egito” A antiga civilização do Egito era devotada em direcionar os sentidos ao Divino. O uso das fragrâncias era muito restrito. As fragrâncias dos óleos eram usadas como perfumes, na medicina e para uso estético, e ainda, para a construção nos rituais. Isto confirma que no Egito se utilizava o incenso desde os tempos antigos. Quando o Egito se fez um país forte, seus governantes importaram em terras distantes, incenso, sândalo, mirra e canela. Os faraós se orgulhavam em oferecer às deusas e aos deuses enormes quantidades de madeiras aromáticas e perfumes de plantas, queimando milhares de caixas desses materiais preciosos. Todas as manhãs as estátuas eram untadas pelos sacerdotes com óleos aromáticos. Sem dúvida o incenso egípcio mais famoso foi o kyphi, que se queimava durante as cerimônias religiosas para dormir, aliviar a ansiedade e iluminar os sonhos. Os Sumérios ofereciam bagas de junípero como incenso à deusa Inanna. Mais tarde os babilônios continuaram um ritual queimando esse suave aroma nos altares de Ishtar. Tudo indica que o junípero foi o incenso mais utilizado, eram usadas outras plantas também, madeira de cedro, pinho, cipreste, mirto, cálamo entre outras que eram oferecidas às divindades.

O Que é a Defumação?
Ao queimarmos as ervas, liberamos em alguns minutos de defumação todo o poder energético aglutinado em meses ou anos absorvido do solo da Terra, da energia dos raios de sol, da lua, do ar, além dos próprios elementos constitutivos das ervas. Deste modo, projeta-se uma força capaz de desagregar miasmas astrais que dominam a maioria dos ambientes humanos, produto da baixa qualidade de pensamentos e desejos, como raiva, vingança, inveja, orgulho, mágoa, etc.Existem, para cada objetivo que se tem ao fazer-se uma defumação, diferentes tipos de ervas, que associadas, permitem energizar e harmonizar pessoas e ambientes, pois ao queimá-las, produzem reações agradáveis ou desagradáveis no mundo invisível. Há vegetais cujas auras são agressivas, repulsivas, picantes ou corrosivas, que põem em fuga alguns desencarnados de vibração inferior. Os antigos Magos, graças ao seu conhecimento e experiência incomuns
, sabiam combinar certas ervas de emanações tão poderosas, que traçavam barreiras intransponíveis aos espíritos intrusos ou que tencionavam turbar-lhes o trabalho de magia. Apesar das ervas servirem de barreiras fluídico-magnéticas pra os espíritos inferiores, seu poder é temporário, pois os irmãos do plano astral de baixa vibração são atraídos novamente por nossos pensamentos e atos turvos, que nos deixam na mesma faixa vibratória inferior (Lei de Afinidades). Portanto, vigilância quanto ao nível dos pensamentos e atos. Existem dois tipos de defumação; a defumação de descarrego e defumação lustral. Defumação de descarrego Certas cargas pesadas se agregam ao nosso corpo astral durante nossa vivência cotidiana, ou seja, pensamentos e ambientes de vibração pesada, rancores, invejas, preocupações, etc. Tudo isso produz (ou atrai) certas formas-pensamento que se aderem à nossa aura e ao nosso corpo astral, bloqueando sutis comunicações e transmissões energéticas entre os ditos corpos. Além disso, os lares e os locais de trabalho podem ser alvos de espíritos atrasados, que penetram nesses ambientes e espalham fluídos negativos. Para afastar definitivamente estas entidades do nosso convívio, teremos primeiro que mudar em atos, gestos e pensamento, afastando de nossas mentes aquela corrente que nos liga a estes seres. A defumação serve para afastar seres do baixo astral, e dissipar larvas astrais que impregnam um ambiente, tornando-o pesado e de difícil convivência para as pessoas que nele habitam. Pois bem, a defumação tem o poder de desagregar estas cargas, através dos elementos que a compõe, pois interpenetra os campos astral, mental e a aura, tornando-os novamente “libertos” de tal peso para produzirem seu funcionamento normal. E por esse motivo, Deus entregou a Ossãe as ervas que, seriam usadas para destruir tais fluídos e afastar estes espíritos. Comece varrendo o lar ou o local de trabalho, e acendendo uma vela para o seu anjo de guarda. Depois, levando em uma das mãos um copo com água, comece a defumar o local da porta dos fundos para a porta da rua.


Defumação Lustral

Além de afastar alguns resquícios que por ventura tenham ficado depois da defumação de descarrego, ela atrai para estes ambientes, correntes positivas dos Orixás, Caboclos, e Pretos Velhos, que se encarregarão de abrir seus caminhos. Acenda uma vela para o seu anjo de guarda. Levando um copo com água, comece a defumar sua casa ou o seu local de trabalho, da porta da rua para dentro. Não esqueça que a defumação lustral deverá ser feita depois do descarrego. Ervas e Funções:
Abacate: Amor purificação, saúde, felicidade.
Abre Caminho: Abre os caminhos, atraindo bons fluidos dando força e liderança.

Acácia: Proteção, contra pesadelos e proteção do sono.
Açafrão: Purificação, saúde, felicidade.
Agrimônia: Dissolução de influências negativas e proteção
Alecrim: Defesa dos males, tira inveja e olho gordo, protege de magias. Afasta maus espíritos e ladrões. Felicidade, cura, proteção, purificação e justiça. Ajuda na recuperação e no tratamento de doenças. Atrai a falange dos Caboclos. Proteção na área profissional. Estimulante para concentração, adivinhação, memória e estudos.
Alfafa: Prosperidade, dinheiro, felicidade.
Alfazema: Limpa o ambiente e atrai prosperidade e bons negócios, bem como pessoas amigas. Acalma, purifica e traz o entendimento, equilíbrio e harmonia. Amor, sorte e proteção espiritual em todos os aspectos. Favorece a clarividência.
Almíscar: Afrodisíaco, amor.
Amêndoas: Dinheiro, prosperidade, sabedoria.
Amora: Saúde, dinheiro, proteção.
Angélica: Proteção, purificação, saúde, clarividência.
Anis Estrelado: Propicia boas amizades, bons caminhos, paz e triunfo. Adivinhação, purificação, sorte, amor. Atua tanto no nível material quanto no emocional, produzindo estímulo de natureza positiva. Renova as energias e atrai proteção espiritual contra qualquer mal.

Arnica: Clarividência
Arroz: Fertilidade.
Arruda: Defende dos males, remove o efeito de feitiços, corta correntes negativas. Intensifica a força de vontade auxiliando a pessoa que a usa a realizar seus desejos. Proteção.
Assa-Fétida: Exorcismo, proteção.
Babosa: Proteção, sorte e amor.
Barbatimão: Espiritualidade, purificação.
Bardana: Saúde, proteção.
Baunilha: Amor, sedução.
Beladona: Limpeza de ambientes.
Benjoim: Elimina bloqueios espirituais Atrai energias positivas e combate energias negativas. Purifica o ambiente. Harmoniza nosso raciocínio e diminui a nossa agressividade. Destrói as larvas astrais. Elimina bloqueios espirituais. Para pedidos de ajuda a deus.

Calêndula: Proteção, solução de problemas,
Camélia: Prosperidade, riqueza.
Camomila: Dinheiro, amor, purificação.
Canela: Atrai prosperidade. Favorece os negócios, bens materiais, amor, sucesso.
Cânfora: Desenvolvimento psíquico, clarividência, saúde.
Cardamomo: Sedução, amor
Cardo Santo: Cura, defesa, quebra olho gordo.
Carvalho: Fertilidade
Cascara Sagrada: Problemas com a justiça. Dinheiro e proteção.
Cavalinha: Fertilidade.
Cebola: Proteção, saúde, dinheiro.
Cipó: Caboclo Elimina todas as larvas astrais do ambiente.
Cipreste: Longevidade, saúde.
Colônia: Atrai fluidos benéficos.
Cravo da Índia: Protege de pessoas mal intencionadas, pensamentos negativos subconscientes. É uma das mais poderosas defumações protetoras. Chama dinheiro e dá força á defumação.
Dama da Noite: É o incenso do amor. Ajuda a encontrar pessoas com a mesma afinidade.
Erva Cidreira: Sucesso, amor.
Erva Doce: Proteção.
Esterco de Vaca: Para espantar Eguns.

Eucalipto: Limpeza, energização, cura, saúde, proteção. Atrai a corrente de Oxossi.
Figueira: Clarividência, fertilidade
Flor de Laranjeira: Afasta o pânico. Aumenta a segurança e autoconfiança em assuntos emocionais e financeiros.
Flor de Maçã: Calmante.
Flor de Pitanga: Atua poderosamente na área financeira. Direciona aquisições materiais e negociações com êxito.
Folha de Bambu: Afasta espíritos vampiros
.
Freixo: Adivinhação, cura, proteção, prosperidade.
Gengibre: Dinheiro e sucesso.
Gerânio: Força e vitalidade, calmante e harmonizante. Alivia tensão nervosa.
Ginseng: Amor, realização de desejos, beleza, saúde, proteção e poder.
Girassol Fertilidade.
Guiné: Atua como um poderoso escudo mágico contra malefícios.
Hortelã: Bom para problemas de saúde e equilíbrio emocional. Estimula apetite.
Incenso: Limpeza em geral, destrói as larvas astrais. Aliado a outros elementos potencializa os efeitos dos mesmos.
Jasmim: Acalma e ajuda a evitar brigas e desentendimentos, aclara as idéias. Melhora humor, amor, cura.
Laranja: Amor, dinheiro.
Lavanda: Cura, amor.
Levante: Abre os caminhos do ambiente.
Limão: Amor.
Lótus: Antidepressivo, usado no trabalho de resgate do equilíbrio de energias, calma e paciência.
Louro: Abre caminho, chama dinheiro, prosperidade e dá energia ao ambiente. Negócios, adivinhação, proteção, força, saúde. Atrai a corrente de caboclo.
Madeira: Estimula a razão. Aumenta a concentração necessária ao trabalho, estudo e meditação.
Madressilva: Desenvolve a intuição e a criatividade, favorece também a prosperidade.
Manjericão: Amor, purificação espiritual, proteção. Chama dinheiro.
Maracujá: Paz, amizade.
Menta: Melhora o estado de atenção. Indicado para dores de cabeça, mas se for usado em demasia pode alterar o sono.
Mil Folhas: Exorcismo, amor
Mirra: Facilita o contato com os planos superiores, criando no ambiente uma atmosfera de prece e oração. Usado para limpeza astral da casa, afasta maus fluidos e estimula a intuição. Poderoso no equilíbrio das funções do corpo, balanceando o físico e o espiritual. Descarrego forte, afasta maus espíritos. Boa sorte, meditação, cura e proteção. Incenso sagrado usado para limpar após os rituais, e durante eles. Também é usado quando se vai se desfazer alguma demanda ou feitiço. Faz vibrar a compaixão
Morango: Amor, sorte.
Narciso: Cura, sorte, fertilidade.

Noz Moscada: Adivinhação, fertilidade.
Olíbano: Cura, purificação.
Oliveira: Paz, fertilidade e proteção.
Palha de Alho: Usado para eliminar formas negativas de pensamentos obsessivos. Afasta más vibrações e maus espíritos.
Palha de Cana: Atrai melhores condições.
Patchuli: Cura a apatia, estimula o amor. Diminui a confusão e indecisão. Aguça a inteligência. Clarividência.
Pinho: Atrair encantos, fertilidade.
Pó de Café: Contra entidades negativas. Elimina formas pesadas de pensamentos e pesadelos. Benéfica para doentes em recuperação.
Rosa: Amor, espiritualidade, adivinhação, fertilidade.
Rosa Branca: Paz e harmonia
Sabugueiro: Purificação

Sálvia: Cura, contra feitiços, sabedoria, realização de desejos.
Sândalo: Amor, adivinhação, purificação.
Sangue de Dragão: Purificação.
Sésamo: Ajuda a atrair amigos, clientes e dinheiro. Estimula a criatividade e alegria.
Trigo: Fartura, dinheiro, fertilidade.
Urtiga: Exorcismo, proteção, saúde.
Uva: Fertilidade, dinheiro, fartura.
Verbena: Afasta a tristeza, negatividade e melancolia, libera de energias negativas trazendo criatividade, desenvoltura, alegria e bom astral. Meditação, amor.

Vetiver: Aliado para meditação, inspirador e calmante.
Violeta: Afrodisíaco, meditação, espiritualidade.

Incenso e “incenso”
Existe uma resina chamada incenso e os “incensos” em varetas.
O Incenso é uma resina gomosa que brota na forma de gotas da árvore Boswellia Carteri, arbusto que cresce espontaneamente na Ásia e na África. Durante o tempo de calor e seca são feitas incisões sobre o tronco e ramos, dos quais brota continuamente a resina, que se solidifica lentamente com o ar. A primeira exudação para nada serve e é, pois, eliminada; a segunda é considerada como material deteriorável; a terceira, pois, é a que produz o incenso bom e verdadeiro, do qual são selecionadas três variedades, uma de cor âmbar, uma clara e a outra branca. Como defumar e descarregar sua residência e o seu local de trabalho. Às vezes sentimos que o nosso lar ou nosso local de trabalho, estão pesados, inúmeras brigas e discussões acontecem a toda hora, nada dá certo, uma impaciência toma conta, do nosso ser. O ar está carregado com partículas de fluídos negativos que aos poucos vai envolvendo cada um, e tornando as coisas mais difíceis.
Temos primeiro que mudar em atos, gestos e pensamento, afastando de nossas mentes aquela corrente que nos liga a estas energias. O descarrego destrói as larvas astrais, limpando o ambiente das impurezas, facilitando assim a penetração de fluídos positivos. Comece varrendo o lar ou o local de trabalho, e acendendo uma vela para o seu anjo de guarda. Depois, levando em uma das mãos um copo com água, comece a defumar o local da porta dos fundos para a porta da rua, que ao final deve ser despachado em água corrente. Podem-se usar as ervas em sua forma natural, em pó ou em pequenos pedaços moídos, em forma de casca miúda, etc. Para se queimar essas ervas, usa-se normalmente um recipiente chamado turíbulo.
Turíbulos são recipientes de metal ou barro usados para queimar o incenso. Na Umbanda, usam-se nas giras ou sessões públicas, o turíbulo como na figura ao lado. Para queimar as ervas usam-se normalmente o carvão vegetal. Lembrando sempre que o carvão vegetal deve estar em brasa e nunca em chamas. A quantidade de incenso que queira queimar deve ser proporcional ao tamanho da sala e ao número de pessoas presentes. Para isso somente através da experimentação descobriremos a quantidade certa. No caso da defumação, é melhor pecar pela
escassez, pois assim poderemos ir adicionando um pouco mais conforme a fumaça for diminuindo, do que acrescentar e sufocar pelo excesso (e isso pode ser até perigoso).

Como Defumamos o Terreiro.
Começamos nos defumando ainda com as cortinas ainda fechadas, não esquecendo de defumar nossos fios de conta (guias) antes de coloca-las no pescoço. Primeiro defumamos o gongá; em seguida os atabaques e a coluna energética; depois se cruza o terreiro de um canto até o seu oposto,
em diagonal; depois defuma-se a assistência. Por fim são defumados os demais pontos vibracionais do terreiro (caboclo, cruzeiro, etc.), sendo o turíbulo deixado junto ao portão no final da defumação. Durante todo o processo a pessoa que defuma é acompanhada por outra que leva um copo de água, que ao final é despachada e substituída por água limpa.

Ingredientes do Defumadores, geralmente usados nos terreiros:
A base são os seguintes elementos:

Alecrim: Defesa dos males, tira inveja e olho gordo, protege de magias. Afasta maus espíritos e ladrões. Felicidade, cura, proteção, purificação e justiça. Ajuda na recuperação e no tratamento de doenças. Atrai a falange dos Caboclos. Proteção na área profissional. Estimulante para concentração, adivinhação, memória e estudos.
Alfazema: Limpa o ambiente e atrai prosperidade e bons negócios, bem como pessoas amigas. Acalma, purifica e traz o entendimento, equilíbrio e harmonia. Amor, sorte e proteção espiritual em todos os aspectos. Favorece a clarividência
Benjoim: Elimina bloqueios espirituais Atrai energias positivas e combate energias negativas. Purifica o ambiente. Harmoniza nosso raciocínio e diminui a nossa agressividade. Destrói as larvas astrais. Elimina bloqueios espirituais.

Para pedidos de ajuda a deus.
Mirra: Facilita o contato com os planos superiores, criando no ambiente uma atmosfera de prece e oração. Usado para limpeza astral da casa, afasta maus fluidos e estimula a intuição. Poderoso no equilíbrio das funções do corpo, balanceando o físico e o espiritual. Descarrego forte, afasta maus espíritos. Boa sorte, meditação, cura e proteção. Incenso sagrado usado para limpar após os rituais e durante eles. Também é usado quando vai se desfazer alguma demanda ou feitiço. Faz vibrar a compaixão.
Incenso Limpeza em geral, destrói as larvas astrais. Aliado a outros elementos potencializa os efeitos dos mesmos. Às vezes acrescentamos uma ou mais das ervas abaixo:
Louro Abre caminho: chama dinheiro, prosperidade e dá energia ao ambiente. Negócios, adivinhação, proteção, força, saúde. Atrai a corrente de caboclo.
Anis Estrelado: Propicia boas amizades, bons caminhos, paz e triunfo. Adivinhação, purificação, sorte, amor. Atua tanto no nível material quanto no emocional, produzindo estímulo de natureza positiva. Renova as energias e atrai proteção espiritual contra qualquer mal.
Palha de Alho: Usado para eliminar formas negativas de pensamentos obsessivos. Afasta más vibrações, Afasta maus espíritos.


Dizer poético da Umbanda 1

Esse foi o primeiro dizer e começamos com a música composta por Marcos Andrade – Caveira.

Dizer poético da Umbanda 2

Comecei um programa semanal – todas as terças-feiras – declamando alguns pontos, cantigas, músicas (como denomina meu amigo Marcos Andrade) de Umbanda. Como não sei cantar, declamo. Espero que seja bom para todos nós. O primeiro foi na semana passada e o de hoje, segue o link para o Instagram:

Sabedoria de Preto-velho

Sinceramente fio, nega veia se espanta com tanto grito e agitação vinda dos fios dela. Entende que oceis são tudo criança, mas fica espantada como oceis esquece rápido o caminho por onde passaram.
Esqueceram que vieram amarrado em corrente se afogando no mar? E nessa hora que parecia num acabar nunca, o que oceis fazia para ter força de vencer e acreditar que tudo ia passar? Oceis cantava!

Murmurar num resolve, o que resolve é aquieta o pensamento para poder fazer uso do bom senso que Nosso Sinhô deu pros fio. Sunceis que viu tanto fios nasce em meio as dificuldade do todo dia, sempre achavam um jeito de sorrir e cantar, estão perdendo isso?

A riqueza de um quilombo é os fios que vive nele, e oceis tem entre oceis tudo que precisa, tem no Povo de Nega Veia receita e conserto pra tudo, mas se o zoio dos fio teima em oiá pra confusão que o contrario faz, num vai nunca se prepara pra quando tive chance de mudar alguma coisa. As vezes o vespeiro cai de um galho, e os fio cuida de oiá só pra ele, ouvindo o zum zum zum das vespa, sem percebe que tem fogo queimando a mata inteira.

Quando o barulho das ondas era alto e fazia ranger as tábuas do tumbeiro, mais forte era o canto do nosso povo. O que aparecia ser a revolta das águas, era Iemanjá chorando junto e cantando que tudo passa, tudo. Mas a mãe, ela sim tá sempre com os fios porque ela sabe que o que adoece os fio, é o medo!!!

Mãe Conga
Volta Redonda
18 de abril de 2020

#vovomariaconga
#umbanda
#povodocativeiro
#sabedoriadivina
#fé

Um mundo cheio de luz

O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE A UMBANDA

1- A Umbanda não cobra pelos seus atendimentos com seus Guias Espirituais. Se alguma casa cobrar não fique. Zélio Fernandino de Morais, fundador da Umbanda, incorporado de seu Guia Caboclo das 7 Encruzilhadas disse: “Umbanda é a manifestação do espírito para a prática da caridade”.

2- Umbanda é uma religião BRASILEIRA e não afro-brasileira. Ou seja, religião afro-brasileira é aquela que recebe seus fundamentos de uma origem Africana e é praticada aqui no Brasil, como o Candomblé por exemplo. A Umbanda foi fundada por um brasileiro aqui no Brasil recebendo toda a cultura do próprio país, embora também conte com as energias dos Orixás

3- A Umbanda trabalha somente com espíritos de Luz. Caboclos, Pretos- Velhos, Erês, Boiadeiros, Ciganos, Baianos, Marinheiros, Exus e Pombo-giras, são todos espíritos de LUZ, para fazer o BEM.

4- A Umbanda pratica somente o BEM. NÃO realiza trabalhos negativos como amarração, destruir ou prejudicar alguém. Religião é fazer o bem a si e ao próximo.

5- A Umbanda NÃO é a mesma coisa que o Candomblé, temos sim coisas em comum como a incorporação e o culto aos Orixás e mesmo assim trabalhamos e nos relacionamos com eles de forma totalmente distintas.

6- A Umbanda é uma religião Cristã o que NÃO faz dela uma religião católica. Acreditamos e seguimos as lições de Jesus Cristo, de amor e caridade e isso a faz ser Cristã. Lembre-se, Jesus era Judeu e não Católico e nem fundou qualquer religião.

7- A Umbanda NÃO tem qualquer livro sagrado como a Bíblia, Alcorão, Torá, Livro dos Espíritos, Bhagavaguita, entre outros. Estes livros pertecem a outras religiões, estudamos e compreendemos estes livros mas não o seguimos.

8- A Umbanda NÃO realiza sacrifício animal em seus trabalhos. Mesmo que a Umbanda não pratique o sacrifício animal ela respeita aqueles que o fazem dentro de seus rituais. Sacrifício é totalmente diferente de matança.

9- Exu e Pombo-gira fazem unicamente e exclusivamente o BEM. Se não faz não é Umbanda e o nome destes espíritos que praticam o mal se chamam de KIUMBAS.

10- Se um médium deixa de ser Umbandista em algum momento de sua vida isso NÃO vai lhe prejudicar, nem os Guias, nem os Orixás nem ninguém vão lhe punir por isso. Isso se chama livre arbítrio.

Fonte : Velho António de Aruanda – Soldado do Axé

Quer agradar um Orixá e/ou Entidade?

REFLEXÃO

Oferenda para Entidade/Orixá é arriada todo dia, quando, ao levantar, você agradece de coração mais um dia de vida, de trabalho, saúde, em família, pela chance de recomeçar!
Oferenda a entidade, arriamos quando devolvemos o troco recebido por engano, quando engolimos a raiva, e não nos igualamos aos preconceituosos, trocando com eles ofensas e perdendo horas de sono.

Quer agradar seu exu e não sabe o nome dele (a)? Auxilia um orfanato. Quer oferendar orixá mas não sabe de quem é filho? Seja voluntário em um hospital. Leia a um idoso. Visite um doente que precisa apenas de um sorriso, para se sentir vivo.

Até quando, nós umbandistas, vamos acreditar que com orixá/entidade é na base do “toma lá da cá”? NÃO!!! Na UMBANDA não é!

Nada contra oferendas, eu as faço, mas qual a necessidade de me enveredar no meio da mata pra oferecer vela pra Oxóssi se ele não pediu? Crescimento interior que vem através do estudo, e de um coração realmente disposto a mudar por amor.
🙏💖🙏💖

UMBANDA é amor, caridade, respeito e empatia também . Orixá/entidade, agradamos com uma vela branca, uma oração curta e sincera, e coração bem intencionado.

Observação: Se alguém souber de quem é o texto, deixe nos comentários para darmos o credito devido.

Sabedoria Umbandista

Texto escrito pelo nosso irmão Sid Soares

A parte boa de ser educado por Preto Velho ou Preta Velha é que a gente aprende a ter uma visão (um pouco) mais abrangente de tudo. Aprende a mergulhar nas situações sem nos deter na primeira impressão das coisas, ou que as pessoas nos dão.

A parte ruim é que a elegância adquirida pela convivência com eles nos faz andar na contramão da maldade, caminhando em silêncio com Deus. Que aos olhos mais verdes pode parecer covardia ou aquiescência com o mal. É apenas sossego.

A parte verdadeiramente importante é que na travessia por qualquer caminho que se escolha andar, com fé, respeito e verdade, você nunca vai estar sozinho.

Este slideshow necessita de JavaScript.