A ação consciente e certeira


Gostaria de compartilhar um texto publicado na Revista Sadhana nº 23. Um texto escrito por Ramiro Calle, que nos ajudará a pensar em nossas ações diárias. Devemos meditar enquanto agimos, pois assim também evoluímos.

Segue o texto. 

 A ação consciente e certeira

Texto de Ramiro Calle

Tradução de Sylvia Helena Arcuri

 

Ninguém pode deixar de realizar. A vida é um movimento e, portanto, ação. Inclusive o deter-se e não fazer é uma forma de atuar. Nossas funções vitais estão, constantemente, fazendo o seu trabalho. Todos estamos sujeitos a uma ação. Ainda assim, a meditação consiste em fazer para deixar de fazer e desconectar-se. Um eremita também tem que limpar sua cabana, buscar seu alimento, relacionar-se com outro eremita. A ação e o contato portanto, são inevitáveis. Porém a ação não tem que ser necessariamente agitação, nem sairmos de nosso centro, nem estarmos presos ao nosso egocentrismo e nem desviarmos do nosso trabalho de desenvolvimento próprio.

Nos dias atuais, surge todo tipo de pseudo-iogas ou sucessores de ioga, “iogas desnaturalizados”, e que convertem a sua prática em fitness ou a um neurastênico culto ao corpo.  O grande paradoxo: a ioga, cujas muitas das técnicas são para outorgar-lhes calma para mente e equilíbrio para o sistema nervoso, se transformou, por alguns, em uma máquina de competição, estresse e contorcionismo.

Existe uma ioga tradicional que estes pseudos-iogas desconhecem: o karma-ioga ou a ioga da ação consciente que é mais desinteressada e menos egocêntrica. Esta prática de ioga é verdadeira nos seus ensinamentos e práticas em si, sobretudo, serve às pessoas que vivemos em uma sociedade comum e que se movem dentro de âmbitos familiares, afetivos, sociais e profissionais.

O karma-ioga é a ioga da ação mais:

  • Consciente;
  • Lúcida;
  • Certeira;
  • Altruísta.

 

Os seus princípios ou requisitos básicos são:

1-    Faça o melhor que possa em todo o momento e circunstâncias;

2-    Não fique preso aos resultados da ação e nem se deixe alienar pela ação em si, porque você é mais importante que a ação;

3-    Você não pode se sentir agitado pela ação, e como dizia Vivekananda, você pode conseguir, durante o momento de atuação, que nenhuma onda de inquietação alcance seu cérebro;

4-    Faça tudo por amor e não espere resultados;

5-    Caso você tenha feito o melhor que pôde, os resultados aparecerão. Não se torne um obsessivo e nem fique preso as mesmas ações;

6-    Execute a ação da melhor forma possível, tendo claro os fins e os meios;

7-    Trate de manter a cabeça lúcida e serena durante a ação e, seguindo as palavras de Kipling, “mantenha a cabeça tranqüila quando todos que estão ao seu redor, estão com a cabeça confundida e/ou perdida”;

8-    Valorize o próprio processo e não somente a sua finalidade. Considere que cada passo durante o caminho já é uma meta e que a ladeira da montanha já é o topo, ou seja, o processo em si mesmo é a conquista;

9-    Não deixe de estar em aprendizado constante;

10- Trate de ser você mesmo, e cada vez que perder o seu centro, tente recuperá-lo;

11- Não coloque o seu ego no meio disso tudo, mas coloque a prudência e o entendimento correto;

12- Assuma o fracasso como parte do aprendizado e como um “despertador” para retomar o caminho da consciência.

 Se cometer algum erro, corrige; se torna a errar; torne a corrigi-lo. Como reza no adágio tântrico: “O mesmo solo que pode derrubar é o mesmo que serve de apoio para levantar-se”.

Retomando as palavras de Vivekananda:

“Trabalhe como se fosse nessa terra, um viajante. Atue incessantemente, mas não fique preso, pois a prisão é terrível. Este mundo não é nossa morada, é apenas um dos cenários pelos quais passamos.”

A ação será mais certeira quanto mais, em nossa mente, prevaleçam fatores como equanimidade, lucidez, sossego, visão clara e atenção consciente, fatores que vão se desenvolvendo quando mais se treina a meditação.

Para saber mais sobre a Revista acesse: www.revistasadhana.com 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s