Festa de Iemanjá – Patrimônio Cultural do Rio de Janeiro


Foto - Sylvia Arcuri

Recebemos esse e.mail e compartilhamos com nossos leitores

Irmãos queridos em Oxalá!

No Estado do Rio de Janeiro, temos uma família extraordinária de umbandistas , que tem legado à nossa religião uma gama de vitórias ao longo dos anos.Trata-se da família Átila Nunes.
O Rio de Janeiro é o estado da federação que mais leis possui garantindo a liberdade religiosa e a preservação da cultura umbandista.
Agora, o Prefeito do Rio, Eduardo Paes, acaba de atender a um pedido do nosso Átila, autor da lei que tranasforma Iemanjá em patrimonio imaterial.
O prefeito do Rio baixou um decreto considerando patrimonio cultural carioca as festas que cultuam Iemanjá nas praias
Moro em Santa Catarina. E aqui não conseguimos avançar nem a metade do que avançaram os umbandistas do Rio! Por que? Desinteresse? Omissão? Falta de representantes legitimos?
São Paulo e Rio dão um banho em matéria de afirmação da nossa fé. E nós, dos outros estados? Onde estamos errando? Por que não conseguimos as mesmas vitórias?
Mandei um e-mail para os nossos irmãos Átila Nunes e Átila Nunes Neto (deputadoatilanunes@emdefesadaumbanda.com.br  eatilanunesneto@emdefesadaumbanda.com.br) , pedindo todos os projetos e leis aprovados no RJ. Vamos pressionar nossos vereadores e deputados estaduais, de nossos estados, que tenham identificação com a nossa fé, para copiarem esses projetos.
Axé!
Alexandre de Iemanjá
Florianópolis – Santa Catarina
DECRETO Nº 35020 DE 29 DE DEZEMBRO DE 2011
DIÁRIO OFICIAL  de 30 de dezembro de 2011 
Declara Patrimônio Cultural Carioca as festas que cultuam Iemanjá realizadas nas praias da Cidade do Rio de Janeiro.
O PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, no uso de suas atribuições legais e,
CONSIDERANDO que as festas religiosas em culto a Iemanjá são uma comemoração tradicional do Candomblé e da Umbanda realizadas nas praias da Cidade do Rio de Janeiro;
CONSIDERANDO que o sincretismo religioso é uma forma de expressão da cultura afro-brasileira
CONSIDERANDO que, mesmo de caráter religioso específico, as festas de Iemanjá agregam cidades de diferentes identidades religiosas, irmananda-os num mesmo propósito de fraternidade solidária e identificação cultural;
CONSIDERANDO a necessidade de se preservar a memória cultural através do registro dos seus modos de fazer e de celebrar;
CONSIDERANDO o pronunciamento do Conselho Municipal de Proteção do Patrimônio Cultural, através do processo n.º 12/000.101/2010,
DECRETA:
Art. 1.º Ficam declaradas Patrimônio Cultural Carioca AS FESTAS QUE CULTUAM IEMANJÁ, REALIZADAS AS PRAIAS DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, nos termos do § 1.º do ar=igo 4.º do Decreto n.º 23.162, de 21 de julho de 2003.
Art. 2.º O órgão executivo municipal de proteção do patrimônio cultural inscreverá as festas que cultuam Iemanjá, como bem cultural de natureza imaterial, no Livro de Registro das Atividades e Celebrações.
Art. 3.º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação.
Rio de Janeiro, 29 de dezembro de 2011; 447º ano da fundação da Cidade.
EDUARDO PAES
Prefeiro da Cidade do Rio de Janeiro 
Anúncios

6 comentários em “Festa de Iemanjá – Patrimônio Cultural do Rio de Janeiro

  1. Di a 2/02 é comemorado dia de Iemanja com Oferendas na Praia., me falaram que é na Praça xv. É verdade que hora, qual quer pessoa pode participar? Axé!!!!

  2. Bom dia, gostaria de saber qual praia do rio estara homenageando a rainha do mar no dia 2, e qual o horario que comecarao as homenagens sou de petropolis e gostaria de participar sera minha primeria vez. obrigada paz e amor a todos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s