Um texto para reflexão


Amigos da Tenda,

Já que amanhã homenageamos os nossos queridos Pretos-velhos, segue um texto para refletimos a situação dos negros na nossa sociedade. 

Bom dia professora e professor: mais uma vez é dia 13 de maio e o que é que vamos dizer.

Henrique Cunha Junior.

As instituições de ensino do país têm nos seus calendários escolares a comemoração do dia 13 de maio com data da abolição do escravismo criminoso no Brasil. Surgem duas perguntas, a primeira se devemos comemorar a data e a segunda como?

A primeira pergunta pode ser respondida como um sim por trata-se de uma revolução social iniciada pela luta de milhões de africanos e afrodescendentes, apoiados por significativa parcela da população de origem européia e que derrubou a instituição criminosa do escravismo no Brasil. A revolução social daí decorrente ficou inacabada devido às forças conservadoras que dirigiam o país e frearam as transformações necessárias. Marcaram a continuidade do racismo contra a população negra e produziram processos econômicos e políticos que impediram um desenvolvimento das potencialidades da mão de obra de africanos e afrodescendentes, resultando na presente estado de enorme desigualdade social entre as populações negras e brancas do país, entre os contingentes de populações escuras e claras no Brasil. No entanto comemoramos a abolição como ato simbólico das transformações necessárias e damos continuidade como a realização da correção das carências com projetos de ações afirmativas para o desenvolvimento social, cultural, político e econômico das populações negras do país. Tratamos de políticas especificas para a população negra, com o sentido de reparar os erros de um longo passado histórico de crimes, segregações, racismos e formas de intolerâncias de prejudicaram e ainda prejudicam os pretos e pardos do Brasil.

 Comemorar a data do dia 13 de maio com ações afirmativas consiste em modificar os procedimentos e principalmente fazermos na escola uma historia nacional que valorize os feitos da população negra no Brasil. A primeira ação reparadora é deixar de lado os velhos e tocos chavões, como o negro foi escravo, o negro sofreu a escravidão. Seria bom iniciarmos dizendo as populações negras vidas da África foram a principal fonte de conhecimentos, de cultura e de transformações para a economia colonial brasileira. Que devido à importância social, política, cultural e econômica da população negra no Brasil, neste dia a escola rende homenagens a população negra. Também cabe uma critica ao sistema que vivemos. O Brasil deveria pedir desculpas pela insensibilidade em ter tratado tão mal jóias tão raras. Não temos com avaliar a importância da população negra na formação da sociedade brasileira. Portanto comemorar o dia 13 de maio com ações afirmativas a presença da população negra na escola consiste numa grande mudança de postura. Implica em reconhecer que os estudantes e professores não tem tratado na sociedade e na escola a população negra como o devido respeito e valor. Admitirmos que muitos dentre nós fazem da população negra um motivo de chacota e descaso. Atos ruins produzidos pela ignorância quanto aos valores humanos e éticos de uma sociedade e também por imenso desconhecimento da historia nacional.

Este texto foi parte de uma palestra sobre a comemoração data da abolição do escravismo criminoso no Brasil. Nesta falamos da necessidade de uma política pública de ações afirmativas para a população negra no Brasil devido às políticas passadas de desqualificação social desta população. Como também importância de uma historia especifica sobre a população negra em razão das precariedades da historia atual em dar relevância necessária à participação da população negra na constituição deste país em que vivemos. Não basta a declaração que o país foi construído com mãos e cérebros negros, se não instituirmos a respeito a esta população negra com ações positivas. O respeito que é não apenas uma atitude declarativa e vazia de ações como dizer que tratamos todos com igualdade. Dizer é simples, usamos apenas as palavras, fazer ações é a prática difícil e necessária. Dizer que respeita a todos é comum, mas dito sem a prática do respeito concreto preenchido de ações e de reconhecimento dos erros passados não produz mudanças. O respeito histórico é raramente realizado. Respeito que implica em conhecer e trabalhar a historia das populações negras em todos os sentidos e nas diversas formas de educação.  Respeito que implica numa reavaliação constante dos nossos atos e modos de participar da educação e da vida cotidiana. Todos nós devemos fazer uma pergunta para si mesmo, se mudou alguma coisa então como é que eu mudei? Se cada um não mudou nada, o resultado é que nada mudou. Se todos fizeram alguma mudança então estamos fazendo a diferença.

Anúncios

Um comentário em “Um texto para reflexão

  1. Com respeito, gostaria de pedir ao autor Henrique Cunha Junior, licença para fazer a leitura deste texto no evento que encaminho a baixo. E proveito para parabenizar pela lucidez que foi conduzida, em ceda frase deste texto. E a Sylvia quero mais uma vez agradecer por sempre me manter ligado em textos dignos assim assim.
    Ierê Ferreira

    Estação Cultural Simerj
    Apresenta:
    13 de Maio Uma Reflexão Necessária.

    Mostra do Filme de Zózimo Bulbul
    Debates:
    Trabalho escravo na atualidade
    A luta contra o racismo, Raça e Classe.
    Projeção de fotografias do projeto O Negro Em Cena do fotografo Ierê Ferreira
    Apresentações musicais:
    Afoxé Filhos de Gandhi e Samba do Buraco do Galo.

    Serviso:
    Dia 13 de maio as 18:30.
    Simerj- Av. Rio Branco 277/401.

    Realização: Diretoria de Raça- Gênero e Etnia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s