Pensando porque não há um livro de Umbanda que sirva como doutrina geral


Conversando com um amigo historiador e filósofo, que tem como objeto de estudo as religiões, principalmente a islâmica e a judaica, observamos  que o Candomblé, diferente da Umbanda, apresenta o Panteão dos seus Orixás de acordo com a etnia, Jeje, Banto, Nagô, Angola, etc.

Reflito da seguinte maneira:

Não conheço um livro de Umbanda que responda o que é a nossa religião, e depois de muito refletir concluo que, é impossível existir um livro único de Umbanda, afinal nossa religião é a junção de várias, é híbrida e é passada de forma oral, o que não impediria de se organizar um livro com todos esses conhecimentos passados oralmente pelos nossos ancestrais. Posso pensar em escrever um livro de Umbanda, mas teria que ter o seguinte título, Umbanda apresentada sob o ponto de vista, a vivência e os ensinamentos da Tenda Espírita Pai Mané de Aruanda, portanto  podem ser escritos vários livros de Umbanda cada um contado as experiências de cada casa de caridade e de como essa casa apresenta as suas entidades e os seus Orixás.

Sylvia Arcuri

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s